Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/08/2015

Ressabiados do regime (17) – Abandonado pela pusilanimidade


Depois de se ter deixado arrastar pelos factos consumados do fundador Soares que impôs Sampaio da Nóvoa como candidato a Belém, António Costa, um líder pusilânime, parece estar deixá-lo cair no caixote do lixo dos embaraços do PS, fazendo companhia a Sócrates, à reestruturação da dívida e ao Syriza.

Não obstante a proclamação de ideias enevoadas para Belém e os múltiplos exercícios de vacuidade gongórica, Sampaio da Nóvoa vê-se abandonado pelo PS na companhia convicta de Soares e na companhia equívoca de Eanes e Sampaio.

É mais um condenado a remoer ressentimentos e a produzir platitudes com aquele ar de profeta incompreendido a revelar a Verdade ao povo ignaro.

ACTUALIZAÇÃO:
Para o abandono de Sampaio Nóvoa pelo PS passar a humilhação só faltava um «apelo» de 100 «notáveis» à candidatura de Maria de Belém e entre essas luminárias encontrarem-se dois reitores. Segundo o Expresso na próxima semana já não faltará nada.

Sem comentários: