Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/08/2015

CAMINHO PARA A SERVIDÃO: As teorias da conspiração do czar Putin

«America is preparing a provocation against Russia. Possibly a war, almost certainly a local conflict, because its indebted economy can only be remedied by pillaging others. These are not the gibberings of a conspiracy theorist, but Sergei Naryshkin, chairman of Russia’s parliament and a close ally of Vladimir Putin’s, writing in the official state newspaper. Russia’s neighbours worry: the Kremlin often carries out the plans it ascribes to others. The likely cause of this bout of warmongering lies in the Russian economy. In the worst figures for six years, GDP shrank year-on-year by 4.6% in the second quarter. A tumbling rouble, low oil prices, a sharp drop in consumer spending, and sanctions which have cut Russia off from international capital markets all contribute to a deepening crisis. Unable to fix the economy, the Kremlin may indeed divert public attention inside the country by escalating tension abroad.»

Fonte: newsletter Espresso da Economist
Nenhum ditador resiste à tentação de encontrar um inimigo externo ou, mais raramente, interno para desviar a atenção dos desastres da sua governação e canalizar para esses inimigos os ódios e os ressentimentos que lhe seriam dirigidos. O czar Vladimir Putin é um perito nessa matéria.

Sem comentários: