Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/08/2015

BREIQUINGUE NIUZ: Pela enésima vez um tribunal rejeita um recurso de José Sócrates

Desta vez foi o Tribunal Constitucional que julgou «improcedente» o recurso em que se invocava a inconstitucionalidade do fundamento e da forma de comunicação da prisão preventiva.

Se para mim os acórdãos do TC, este e os outros, fundados em princípios gerais que podem ser interpretados com leituras políticas como aprouver aos juízes, não são decretos divinos, para as resmas de luminárias, que, recorde-se, se babaram com os acórdãos que consideraram inconstitucionais as medidas de austeridade com base em argumentos especiosos, este acórdão sobre a prisão do querido líder deveria ser matéria de fé. Ou não?

1 comentário:

Antonio Cristovao disse...

Recurso atras de recurso pode ser que após Outubro, alguma coisa mude .
Que bom se, os monteiros e candinhas voltassem, podia estar safo.