Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/08/2015

DIÁRIO DE BORDO: Schäuble visto por ele próprio

Algumas boutades de Wolfgang Schäuble, o ministro alemão das Finanças e bête noir da esquerdalhada, a seu próprio respeito num documentário televisivo (citada pelo Politico) onde mostra uma notável auto-ironia:
«Você sabe que eu não sou de baixa manutenção» para Angela Merkel quando esta lhe propôs o ministério das Finanças em 2009, que é como quem avisa ó Angela vais ter de me aturar.
Ich wünschte, ich hatte einen Schal wie das Ihre
 «Não sou tão atraente para a mídia. Sou um velho, muito cansado e às vezes mal-humorado e não posso competir com tal popstar», referindo-se à primeira conferência de imprensa com Varoufakis. 
«Tenho mais marcas e cicatrizes do que quaisquer outros especialmente por conflitos de interesses públicos». 
«Dizem que sou um pouco teimoso… Mas sou leal em relação às minhas responsabilidades democráticas. Não uso o poder da minha posição contra a pessoa que me convidou para a ocupar», referindo-se às relações com Anela Merkel.

Sem comentários: