Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/08/2015

ACREDITE SE QUISER: «Pena não ser leão e não se chamar Cecil para que as redes sociais o recordassem»

«Khaled Asad, 82 anos, foi agora publicamente decapitado após ter sido interrogado durante um mês pelo Estado islâmico. O seu corpo ficou pendurado numa coluna no centro da cidade. O seu crime: querer salvar Palmira.» (Blasfémias)


O assassinato de Asad pelo Estado Islâmico deixou a Internacional da Indignação indiferente. O abate do leão Cecil pelo dentista americano incendiou a Internacional da Indignação.

3 comentários:

Anónimo disse...

Fosse o pobre um parente destes merdosos, aí estavam as redes (sem rede) suciais a "aqui d'el rei".
Panacas e panascas.

Abraço

Antonio Cristovao disse...

Tem toda a razão em chamar a atenção, para a idiotice nacional que pelas candidaturas nascentes para as eleições de outubro, está em franca expansão!!

Anónimo disse...

Lembrei-me que vós podíeis abrir uma rubrica de "Internacional da Indignação".
Talvez mereça. Ao vosso critério.
Abraços