Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/08/2015

Dúvidas (114) – «Parlamento já está preparado para receber deputada cega»?

Falhou-me este título bizarro no diário da manhã, título que também me coloca dúvidas.

Se, apesar de não conhecer as competências da transexual Júlia Pereira que a qualificam para ser deputada, ainda percebo a sua inclusão nas listas do BE na quota do sexo, tenho mais dificuldade em compreender a inclusão nas listas do PS de uma deputada cega na quota da cegueira num parlamento onde esta deficiência é mais a regra do que a excepção.

Repito, pois, a dúvida. Se é por ser transexual ou ser cega, não deveríamos ter também candidatos assexuais, ou de sexo mutante, ou, por exemplo, paraplégicos?

Sem comentários: