Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/05/2015

QUEM SÓ TEM UM MARTELO VÊ TODOS OS PROBLEMAS COMO PREGOS: O alívio quantitativo aliviará? (27) – Aliviar, alivia, de momento alivia o crescimento dos Estados Unidos

Outras marteladas.

Dizem os optimistas que se trata dos ajustamentos sazonais e/ou de factores conjunturais como um Inverno rigoroso e greves nos portos da costa oeste. Pode ser.

Fonte: MarketWatch
Garantido é que 8 anos depois e triliões de dólares entornados pela Fed na economia americana, com grande gáudio dos operadores nos mercados de capitais e nos mercados imobiliários, a economia americana continua a coxear e no primeiro trimestre deste ano o PIB caiu 0,7% (anualizado). Para o segundo trimestre há estimativas para todos os gostos: desde 1% até mais de 3,2%.

1 comentário:

Anónimo disse...

As teorias Greenspanianas, Bernankeanas e afins apenas beneficiam quem tem acesso privilegiado aos fundos disponibilizados: e quando as bolhas rebentarem, a dança das cadeiras vai ditar quem vai ficar de pé...