Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/05/2015

Bons exemplos (96) – Os estudantes portugueses não querem ser utentes da vaca marsupial pública

«Dois mil e quinhentos alunos portugueses dos cursos de economia, gestão e tecnologia responderam à pergunta: quais são as empresas ideais para trabalharem» (Observador). Entre as 20 mais atractivas só há 3 empresas públicas – TAP em 16.º, BdeP em 19.º e Caixa em 20.º. Das restantes 17, só 4 são privadas portuguesas (com a Sonae em 2.º lugar) e as restantes são multinacionais.

É bom saber que os estudantes portugueses (pelo menos estes 2.500) não têm a mesma preferência do que os jovens franceses que na sua maioria aspiram a ser funcionários públicos.

1 comentário:

Antonio Cristovao disse...

Cá tambem; veja-se onde estão a exercer as altas formações dos nossos doutorados.