Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

07/05/2015

Dúvidas (94) - Será o preso 44 mais amigo de Dias Loureiro do que Passos Coelho?

Ficou-se a saber há dias, com grande indignação dos opinions dealers, jornalismo de causas et al., que Passos Coelho elogiou o «empresário bem-sucedido» Dias Loureiro que se encontrava na assistência. Há até quem diga que PPC estava a preparar um futuro emprego.

Admitamos que sim. Nesse caso de que estaria à espera o actual preso 44 quando no seu tempo de primeiro-ministro «a Polícia Judiciária terá sido impedida de investigar Dias Loureiro no caso BPN»?

Segundo o "Correio da Manhã" «houve duas reuniões com esse objectivo, mas que acabaram por não ter resultados. O inquérito tem mais de seis anos, sendo que Cândida Almeida, antiga directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) prometeu aos responsáveis da PJ que enviava o processo, desde que a polícia reforçasse a equipa que investigava os crimes económicos, em particular a suspeitas de fraude no BPN. Cândida Almeida disse ao "Correio da Manhã" que não estava "em condições de dizer porque é que o processo de Dias Loureiro não foi encaminhado para a PJ"». (Jornal de Negócios)

Sem comentários: