Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/08/2013

SERVIÇO PÚBLICO: Cheque-ensino – uma boa intenção, mas ainda é cedo para deitar foguetes

O MEC parece estar a preparar a alteração do regime de contratualização entre o Estado e as escolas privadas, que incluirá «contratos simples de apoio às famílias» os quais, segundo o Público que teve acesso ao projecto de DL, poderão proporcionar a introdução de «cheques-ensino», uma medida no caminho para a liberdade de escolha e a concorrência entre escolas e sistemas público e privado.

A fé do (Im)pertinências nas capacidades reformadoras deste governo é bastante limitada, e por isso o optimismo a este respeito seria descabido, mas não faria sentido acolher mal uma medida desde sempre defendida pelo (Im)pertinências (ver aqui, aqui ou aqui, por exemplo) ou fazer antecipadamente a história do seu funeral.

Sem comentários: