Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

22/08/2013

A atracção fatal entre a banca do regime e o poder (12) – Submarinos ao fundo

[Mais atracções fatais: pesquisa Google]

Seria estranho que o auto-intitulado banco do regime não estivesse envolvido em quase todos os negócios do regime. O caso dos submarinos é mais um em que uma empresa do GES dos Espírito Santo aparece envolvida. Soube-se agora, passadas três semanas (um indício da fortíssima influência do GES no aparelho de Estado que consegue manter tanto tempo o segredo de justiça), que o presidente e 2 administradores da Escom foram constituídos arguidos no caso dos submarinos por corrupção activa, tráfico de influências e branqueamento de capitais.

Sem comentários: