Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/09/2011

Estado empreendedor (54) – Aerosoles Investvar (VI)

[Continuação de (I), (II), (III), (IV) e (V)]

A Aerosoles Investvar (também baptizada de Investvar e Move On) foi um modelo de sucesso de José Sócrates e do jornalismo de causas económicas. É provavelmente um paradigma da intervenção de governos compostos por sujeitos que só entram nas empresas para inaugurar o resultado de subsídios atribuídos, nunca criaram um posto de trabalho mas são pródigos a criar sinecuras para os seus apaniguados.

À boa maneira do portuguese way, só depois da queda dos governos as vozes ousam fazer-se ouvir. Como a voz de Artur Duarte, o antigo proprietário, desculpando-se agora por nos últimos tempos só ter os poderes da rainha de Inglaterra e confessando que «o Governo meteu 15 milhões na ex-Aerosoles Investvar para aguentar até às eleições». Too late, too little.

Sem comentários: