Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/09/2011

ESTADO DE SÍTIO: Um estado capturado (2)

Continuando a tratar de capturas e, em particular, da chantagem velha de décadas do Bokassa das Ilhas, é indispensável constatar ter o desaforo da criatura dobrado o Cabo Bojador da extorsão, produzindo mais um «deslize» de quase 300 milhões, a adicionar aos deslizes já identificados de mais de 200 milhões. O deslize total fica até ver em 500 milhões. Por incrível que pareça, este deslize passou ao lado da legião de controladores orçamentais nativos e foi identificado pela CE a 4 mil km de distância, em Bruxelas.

Para uma população residente de 250 mil súbditos, o reino de Bokassa equivale a 2/3 do concelho de Sintra e atinge um deslize per capita recorde de 2 mil euros. Se os cubanos do contenente tivessem um índice semelhante o deslize da nação ultrapassaria 10% do PIB. É obra.

A reacção do governo Passos Coelho a mais esta extorsão em preparação vai ser uma pedra de toque da sua governação. Aguardo ansiosamente.

Sem comentários: