Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/09/2011

DIÁRIO DE BORDO: Os songamongas

Tiro o meu chapéu a Christine Lagarde por ter ensinado os filhos a serem «autónomos e a não contar com nenhuma mulher para «lhes» fazer a cama ou o jantar … e (porque) não cultivou nos filhos o espírito de dependência tão apreciado pelos povos do sul da Europa».

Aproveito para também tirar o chapéu ao bomba inteligente por ter percebido ser «provável que a elevada percentagem de songamongas neste mundo tenha sido educada por mães que os protegeu das agruras do trabalho doméstico», e de outros trabalhos, acrescento. Aplaudo o termo «songamonga» para caracterizar os pamonhas filhos dessas mães.

Sem comentários: