Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

25/03/2011

Pro memoria (23) – um «senhor presidente» ao seu serviço

Há pouco mais de 2 meses, o especialista agitprop Santos Silva mandava Cavaco Silva recolher ao quartel em Belém: «não lhe compete a ele [ao Presidente] tutelar o Governo ou definir o rumo das políticas públicas».

Na antevéspera do dia fatídico da demissão, Francisco Assis sugere intervenção de Cavaco e Mário Soares apela com angústia e humildade a Cavaco para meter as mãos na massas: «só uma uma pessoa, neste momento, tem possibilidade de intervir, ser ouvido e impedir a catástrofe anunciada: o Senhor Presidente da República»

[Recordado pelo Blasfémia aqui]

Sem comentários: