Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/03/2011

Pro memoria (21) – enough is (not) enough (actualização)

  • 17-06-2010 «Sócrates confiante em que as medidas são suficientes»
  • 01-10-2010 «Sócrates diz que não será preciso novo plano de austeridade em 2011»
  • 23-02-2011 «Sócrates inclinado a levar revisão do PEC a votos»
  • 12-03-2011 «José Sócrates defende que as novas medidas de austeridade não constituem surpresa para ninguém"»
  • 15-03-2011 «Sócrates garante que não serão apresentadas medidas adicionais em 2011»
Evidentemente que José Sócrates já provou o seu pouco apego à verdade. Sobre isso não há dúvida. O que pode estar em dúvida é o que ele pensa dos portugueses. Em particular do terço dos portugueses que, segundo as sondagens (encomendadas por ele?), ainda acreditam nas suas tretas. Acredito que ele pensa que os portugueses são estúpidos e acredito que ele tem razão, pelo menos em relação àquele terço.

Sem comentários: