Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/03/2011

Lost in translation (94) – podeis substituir «aceder ao» por «continuar o» e «prolongada» por «insaciável»

«Cada vez mais barões sucumbem ao suplício de Tântalo. Desejosos de aceder ao banquete do poder, atiçados pela fome prolongada de cargos e prebendas, dispõem-se a todas as ginásticas, dizendo à tarde o contrário do que disseram de manhã

O parágrafo anterior foi escrito por António Correia de Campos que não precisando de andar ao colo com o bando de esfomeados do PSD também não precisaria de se enfarruscar a fazer serviços sujos ao bando insaciável do PS.

Sem comentários: