Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

25/03/2011

ESTADO DE SÍTIO: O insulto à inteligência como política oficial (2)

Após o fogo de barragem das boas notícias, descobre-se que o «superavit histórico» de 836 milhões de euros em Fevereiro vai transformar-se num défice de 2,5 mil milhões em Março.

Depois do chuto para fora do perímetro das contas públicas dos passivos da Refer, CP, Metros e Carris, totalizando 12 mil milhões de euros ou 7% do PIB, e desta alquimia que transforma o ouro do superavit em chumbo do défice, o que resta de credibilidade ao alquimista-mor e ao pior dos melhores melhor dos piores ministros das Finanças?

Sem comentários: