Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/10/2016

Curtas e grossas (37) - Os grupos instalados

«Não. Acelerou o colapso. Temos um colapso a pouca distância. Esta atitude de fingir e dar aos grupos instalados, como os reformados e os funcionários públicos, que controlam a política e a comunicação social.»

João César das Neves, em resposta à pergunta «O governo não melhorou a vida dos portugueses?» em entrevista ao jornal i. A lista dos grupos instalados não se esgota com os reformados e os funcionários públicos, embora estes dois com mais de 4 milhões de eleitores são os que contam para eleger os governos. Os outros, como as corporações profissionais, contam para influenciar as políticas dos governos eleitos.

Sem comentários: