Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/10/2016

DIÁRIO DE BORDO: Nova entrada para o Glossário das Impertinências

Autofinanciamento

Obtenção de fundos através do assalto a um banco de modo a evitar a dependência de terceiros.

Exemplo:  A LUAR, uma organização clandestina que combateu à sua maneira o regime salazarista, optou segundo as palavras da jornalista São José Almeida no Público «desde o seu início pelo autofinanciamento, de modo a evitar a dependência de movimentos internacionais, de partidos estrangeiros, de outros países e de serviços secretos. Foi esse o motivo pelo qual a LUAR se estreou com o Assalto ao Banco de Portugal na Figueira da Foz, a 17 de Maio de 1967.»

Helena Matos sugere no Blasfémias para acabar «os problemas do fim do mês (…) assaltamos o engenheiro Belmiro e quando alguém nos pretender acusar por roubo explicamos que estamos a seguir o modelo de autofinanciamento descoberto pelo seu jornal

Sem comentários: