Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/07/2013

Lost in translation (179) – Relevante não é a independência do investigador, relevante é a independência do investigado

Um dos procuradores que investiga os contratos de swap das empresas públicas, escreveu no Facebook no dia da nomeação da ministra das Finanças «penso que seria de bom tom adiantarmos as coisas e passarmos directamente para a demissão da candidata ao lugar de Gaspar» em resposta a uma outra procuradora que escreveu «é impressão minha ou isto está tudo a implodir?».

Por seu turno, o director do DCIAP «não considera que o comentário tenha qualquer relevância para impedir a continuidade no cargo do magistrado que está no departamento desde 2011». Já o Negócios considera que «polémico tem sido o facto de a governante assumir neste caso um duplo papel, já que foi responsável, enquanto directora financeira da Refer, pela celebração de dois contratos considerado “complexos”

Sem comentários: