Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/06/2016

CASE STUDY: A globalização pode estar a chegar ao fim

Este post cita e remete para o artigo de Rebecca Keller «Why this era of globalization is coming to an end» publicado na Stratfor e reproduzido no MarketWatch e, num certo sentido, é uma continuação do post sobre a revolução digital na indústria automóvel alemã. Podemos lê-lo para antecipar o que pode acontecer à AutoEuropa em Portugal, em consequência do que provavelmente acontecerá à VW na Alemanha no decurso dessa revolução digital.

«As advanced, industrialized countries no longer have to rely on low-wage labor in far-off places, they will take advantage of new technologies and start producing low-end goods closer to home. States that have not yet begun to industrialize will have the hardest time; the longer it takes them to develop over the next few decades, the more difficult it will be for them to do so as the growth of advanced manufacturing elsewhere shrinks the opportunities available for emerging manufacturers. Developing an advanced industrial base takes additional capital, skills and time, essentially increasing the number of rungs separating low-end and high-end manufacturers on the production value ladder

Continue a ler aqui.

Sem comentários: