Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/06/2016

ACREDITE SE QUISER: L'exception française

Quem se queixa (como eu) que o Código do Trabalho português tem 566 artigos derramados em 140 páginas deveria saber que o Código do Trabalho francês tem vários milhares de artigos (o método de numeração não permite saber facilmente o número, a menos que se contem) derramados em 2.880 páginas.

Nous voulons les 2.880 pages! Rien de moins!
Não admira que as reformas do ministro Macron (um alienígena caído por engano no governo socialista)  tenham suscitado uma tal onda de greves e de protestos que inclui os estudantes numa espécie de treino para a vida adulta.

Sem comentários: