Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/06/2016

BREIQUINGUE NIUZ: «Take your time - but don’t call us»

«Merkel to UK: Take your time — but don’t call us»

«The decision to give the UK time is at odds with demands from European Commission president Jean Claude Juncker and others for Britain to move quickly into formal negotiations. Ms Merkel opposes that; Mr Hollande and Mr Renzi fell in reluctantly with the chancellor’s approach, with both urging the UK to move “as fast as possible”.» 

Angela Merkel já fez algumas asneiras, como em relação aos migrantes/refugiados (esta asneira foi até provavelmente responsável pela vitória do «Leave»), mas é o único político europeu actual com dimensão de estadista, como agora mostra mais uma vez. Repare-se como meteu as veleidades de Juncker na gaveta.

1 comentário:

Antonio Cristovao disse...

Apoiado.Quem nos dera uma para Portugal.