Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/12/2014

Encalhados numa ruga do contínuo espaço-tempo (27) – Um albergue espanhol

O que têm em comum quatro generais, dois almirantes, um bispo, um frade dominicano, um ex-ministro de Salazar, dois fadistas, meia dúzia de cantores e outro tanto de artistas sortidos, dois ou três «senadores», um número indeterminado de jornalistas, comentadores, escritores e uma miscelânea de outras luminárias?

Constituem o albergue espanhol dos signatários de um manifesto defendendo que as «caravelas» - assim foram chamados os Airbus pelo entronizado líder do PS - continuem a navegar sob o controlo e em benefício de «uma espécie de condomínio entre o Estado e os sindicatos, que exercem um eficaz poder de veto na gestão da empresa» (Vital Moreira), condomínio com mais de uma dezena de milhares de condóminos.

Vejamos o que teríamos a perder se trocássemos a corporação das caravelas por uma equipa de clippers:

.

Sem comentários: