Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/12/2014

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: Quotidiano de desleixo, incompetência e negligência (4)

Recapitulando: o viaduto junto ao INATEL na Marginal em Oeiras tinha altura insuficiente para alguns veículos pesados. Depois de muitos anos e muitos choques a enfraquecerem o viaduto, a EP resolveu rebaixar o pavimento da estrada sob o viaduto. Como a área envolvente está toda acima do nível do pavimento sob viaduto para o qual convergem 3 estradas, o inevitável aconteceu pouco tempo depois como aqui se mostra.

E o inevitável foi acontecendo desde então, cada vez que uma chuvada mais forte caía. Até que o inevitável passou a um patamar superior com as chuvas intensas dos últimos tempos, coisa que não atrapalha nada os nossos projectistas. Diferentemente do ex-presidente da CM Lisboa que disse a respeito das inundações que flagelaram a cidade recentemente «não tem solução», eles inventaram uma solução: retirar as grelhas das sarjetas.

Sem comentários: