Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/06/2012

O ruído do silêncio da gente honrada no PS é ensurdecedor (59) – cada tiro, cada melro (II)

Quase dois anos depois da acusação pela CMVM de Armando Vara e Francisco Bandeira, por terem autorizado em 2006 e 2007 créditos a clientes (também amigos?) usados para aquisição de acções da REN, da Galp e da Martifer através de contas fictícias para fintar os limites de subscrição e «melhorar» o rateio, estes dois amigos do peito do estudante de filosofia foram finalmente multados em 50 mil euros – trocos para qualquer deles e sobretudo para o primeiro, agora ao serviço da Camargo Corrêa nas cleptocracias africanas.

Sem comentários: