Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/06/2012

CASE STUDY: quem é o deus ex machina da Ongoing? (15)

[Continuação de (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7), (8), (9), (10), (11), (12), (13) e (14)]

Quem tenha acompanhado os 14 capítulos anteriores desta saga no (Im)pertinências, saberá há muito quem é o deus ex machina da Ongoing, quem é a Ongoing e até saberá que a Ongoing é, por seu turno, o deus ex machina da turma secreta do avental e, portanto, apenas poderá ter ficado surpreendido por ter demorado tanto tempo a ser exposta esta relação espúria.

Se ficou surpreendido pela demora, a meu ver foi sem razão. De facto, tal exposição provavelmente teria ficado arredada por mais tempo ou até sempre perdida nas catacumbas das conspirações do regime, não fora a conjugação dos astros proporcionar uma oportunidade ímpar para entalar o Jorge Coelho do PSD e dois jornais de «referência» se proclamarem vítimas da cabala amadora de uma coligação de aprendizes de espião com aprendizes de feiticeiro.

Sem comentários: