Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/06/2012

CAMINHO PARA A INSOLVÊNCIA:Uma dupla humilhação

Já tínhamos de viver com a humilhação decorrente das reservas de ouro, delapidadas durante a baderna republicana tão celebrada pelos seus herdeiros socialistas, resultarem exclusivamente da pesada herança da longa noite fascista amealhada pelo Botas que deixou 866 toneladas do vil metal à baderna do PREC, das quais só restam 383 toneladas, valendo a preços actuais 15 mil milhões de euros.

Teremos no futuro, eventualmente, de viver com a humilhação do Pacto de Redenção para a zona euro inventado na Universidade Johannes Gutenberg pela professora Beatrice di Mauro (já aqui e aqui citada no (Im)pertinências) e que consiste em separar a dívida dos países em duas camadas sendo a parte da dívida excedente de 60% do PIB mutualizada e garantida pelas reservas de ouro dos países devedores.

É como se o diktat germânico dos herdeiros do nazismo só fosse cumprível à custa do ouro deixado em herança pelo fascismo aos seus herdeiros.

Sem comentários: