Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

23/06/2012

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: Move your lazy ass

«Os empregos nascem em sítios que não estão ao lado de casa. Os homens e as mulheres de 1960 [vinham] em condições muito piores e até levavam uns tiros na fronteira. Agora vêm de jacto e nem assim querem vir», disse Belmiro de Azevedo em declarações à Lusa.

Pela minha parte, ofendendo irremediavelmente a sensibilidade dos inúmeros piegas e mentecaptos que parasitam este país, poderia dar os exemplos do meu avô, do meu sogro, de vários tios, de vários cunhados, de vários sobrinhos, da minha patroa, de um dos meus filhos e de mim próprio, que fomos à procura de empregos nascidos em sítios como França, Inglaterra, Alemanha, Brasil, Argentina, Estados Unidos, Austrália, Bahrein, Angola, Mauritânia, Cabo Verde e outros que já esqueci.

1 comentário:

cristina reis disse...

Afinal continuas um sonhador romântico...eu é que ainda não tinha percebido que afinal não mudaste nada. Limitaste-te a mudar de ideal.