Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

05/11/2011

AVALIAÇÃO CONTÍNUA: O governo de Netanyahu é o melhor aliado do Hamas

Secção Tiros nos pés

Fonte: Economist
O facto de o Protocolo dos Sábios de Sião, um panfleto ridiculamente doentio, ser ainda hoje alimento para os inimigos de Israel, não significa que Israel precise de inimigos. Talvez lhe baste Netanyahu e os seus correlegionários que levaram o governo israelita a autorizar recentemente a construção de mais 1.100 casas num bairro de Jerusalém reclamado pelos palestinos, parte de um projecto de mais de 4.000 casas. Sem esquecer as centenas de colonatos que nas últimas décadas foram semeados na Cisjordânia.


Para Netanyahu e os seus correlegionários, cinco chateaubriands, por estarem convencidos que o pior para os palestinos é o melhor para Israel e cinco bourbons por aí continuarem encalhados.

Sem comentários: