Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/11/2011

DIÁRIO DE BORDO: Danos colaterais da ajuda da NATO aos revoltosos da Líbia

Danos colaterais
Estavam os altos comandos da NATO e os dirigentes dos países mais empenhados muito felizes pela quase ausência de danos colaterais durante na intervenção «humanitária» líbia, quando Mustafa Abdul Jalil, presidente do Conselho Nacional de Transição, anunciou deixarem de vigorar as leis do divórcio e do casamento por serem contrárias à Sharia e que por isso a poligamia passará a ser legal.

Resultado: 3.219.361 baixas na população civil, tantas quantas as mulheres líbias, que estranhamente só representam 48,8% da população.

Sugestão às gajas das maminhas ao léu: porque não vão manifestar-se às portas dos clérigos e políticos islâmicos que preconizam a poligamia?

Sem comentários: