Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/11/2011

Por falar no cavaquismo e ...

… nos seus paus na engrenagem é inevitável pensar na oposição interna mais interessada em trinados e gorjeios demonstrando «independência de espírito» do que noutra coisa, lamentando como Pacheco Pereira a falta de «uma ideia estruturante … ou sequer uma concepção do estado e da sociedade», como se «ideias estruturantes» e «concepções do estado» fossem coisas que nos tivessem faltado durante 50 anos de estado corporativo e 35 anos de estado social. E lamentando porque «não estamos a “mudar” nada», talvez porque só quisesse mudar o indispensável para ressuscitar o cavaquismo da naftalina.

Sem comentários: