Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/11/2011

Estamos a falar da mesma electridade?

«Os preços da electricidade em Portugal estão inferiores à média da União Europeia e ao preço referência que é Espanha, tanto no sector industrial como residencial», garantiu Pedro Neves Ferreira, director de planeamento energético da EDP.

«Em 2012, se fossem repercutidos todos os custos, as tarifas subiriam em média 27%. Para evitar este crescimento insustentável diferiram-se custos que vão elevar a dívida tarifária para cerca de 2.800 milhões de euros no final do próximo ano» disse Henrique Gomes, secretário de Estado da Energia. Apesar disso, «estes diferimentos não serão suficientes para impedir que Portugal, em 2012, fique em quarto lugar no ‘ranking' de preços do segmento doméstico mais elevados da Europa e, corrigida a paridade do poder de compra, o custo da electricidade no sector doméstico é já mesmo o mais elevado».

Estamos a falar da mesma electridade ou Grande Energizador António Mexia ainda não tem amigos no governo?

Sem comentários: