Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

12/06/2015

TIROU-ME AS PALAVRAS DA BOCA: Socialistas escondidos atrás da justiça

«Como é que não há um único socialista (com a exceção de Henrique Neto) com coragem para dizer que o comportamento de Sócrates é indecente? Como é que não há no Largo do Rato um pingo de clareza moral? Um ex-primeiro-ministro do PS recebeu milhares e milhares de euros em malas de dinheiro oriundas de um homem que enriqueceu com a governação Sócrates; a forma e a substância da cena são imundas, mas ninguém no PS é capaz de dizer que José Sócrates manchou o nome do PS e da democracia. Em vez de mostrarem clareza moral, os socialistas têm difundido a tese técnica e amoral ("deixemos a justiça fazer o seu trabalho") ou a tese imoral do "preso político". Lamento, mas Sócrates não é um preso político, é só um político preso que devia estar sozinho, mas que estranhamente continua acompanhado. E isso é estranho.»

Henrique Raposo no Expresso

1 comentário:

Anónimo disse...

Pois é: Mais vale só que mal acompanhado.
E o Zé ainda não percebeu. Nem ninguém no PS (excepto Neto).

Abraço