Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

16/06/2015

Pro memoria (238) – Os presos são todos iguais, mas há uns mais iguais que outros

Bedřich Fritta, The Life of a Privileged Detainee, 1943/44
João Sousa é o inspector da Polícia Judiciária de Setúbal colega do preso 44 em Évora. No seu blogue «Dos dois lados das grades» descreve no post «O labirinto obscuro do espírito da corte» o tratamento privilegiado de José Sócrates face aos outros presos, incluindo ele próprio. Vale a pena ler para confirmar que «José Sócrates paira sobre a lei, os normativos, a burocracia do sistema prisional: a mesma que legislou e aprovou!»

Sem comentários: