Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/06/2015

Presunção de inocência ou presunção de culpa? (23) – Escarafunche-se

A propósito do relatório preliminar da auditoria do Tribunal de Contas à gestão de 2008 a 2012 da Câmara de Gaia, quando por lá se encontravam dois figurões da facção direita do Partido do Regime, a revista Visão começou a escarafunchar um deles – Marco António Costa, vice-presidente da Câmara de então actual vice-presidente do PSD.

Tudo indica haver muito a escarafunchar e, pela minha parte, aplaudirei o escarafunchamento. Contudo, não vou esforçar-me porque a experiência demonstra que podemos esperar do jornalismo de causas o zelo habitual a escarafunchar a facção direita do Partido do Regime. Reservo-me para escarafunchar a facção esquerda do Partido do Regime geralmente muito poupada aos escarafunchamentos.

Sem comentários: