Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/12/2013

SERVIÇO PÚBLICO: O princípio do princípio (28)

Continuação de (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7), (8), (9), (10), (11), (12), (13), (14), (15), (16), (17), (18), (19), (20), (21), (22), (23), (24), (25), (26) e (27)

Notícias positivas do Portugal Que Trabalha (PQT):

Deve acrescentar-se a Bloomberg ao BdP e às organizações internacionais que alinham as suas previsões com as do governo ultra-neoliberal. Ou, mais rigorosamente, no caso da Bloomberg, desalinha por cima.

Entretanto, o Eurostat divulgou os dados do emprego na UE e Portugal registou o maior crescimento no 3.º trimestre (1,2%).

Notícias deprimentes do Portugal Que Se Queixa (PQSQ):

Ana Avoila, a apparatchik do PCP em comissão de serviço na CGTP, animou um grupo de outros apparatchik para gritar insultos ao SE da Administração Pública quando este perorava na AR sobre a Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas.

Também na AR, a maioria dos deputados obcecados com a ideia sampaísta de que há vida para além do orçamento não realizaram que também há vida para além do Estado. Por isso não conseguiram entender o que disse em estrangeiro Subir Lall, o troikista escurinho, como lhe chamaria o camarada Jerónimo, ao explicar que os salários no sector privado diziam respeito ao patrões e aos empregados.

Sem comentários: