Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/12/2013

Mitos (153) – Não se queixaram da doença que infligiram e queixam-se (com pouca razão) dos efeitos secundários da medicina

O quadro seguinte, publicado por Vítor Bento há um mês no Económico, com dados sobre os PIGS, mostra muito claramente várias coisas que desmentem o discurso oficial do PS e da esquerdalhada:

Fonte: Vítor Bento, E se olhássemos os números?
  • Antes da crise o crescimento português era insignificante e depois da crise a queda do PIB foi a segunda mais baixa;
  • Antes da crise o desemprego português era o mais alto e actualmente é o terceiro mais alto;
  • Antes da crise Portugal tinha o segundo maior défice das contas externas e agora tem o maior superavit;
  • A quebra da procura interna foi a mais baixa dos 3 países intervencionados e praticamente igual à de Espanha;
  • As exportações tiveram o segundo maior aumento, praticamente igual ao Espanha;
  • Os custos unitários do trabalho diminuíram em Portugal menos do qualquer dos outros países, excepto a Itália.

Sem comentários: