Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

25/12/2013

Lost in translation (196) - «Veio alguém de fora ajudar pondo a casa em desordem», disse ele enigmaticamente

Palavras de Tomás Correia, presidente do Montepio, referindo-se à intervenção da troika. O que quereria significar a criatura com tal enigmática expressão?

O Montepio terá de registar este ano imparidades de 250 milhões nos créditos à habitação e à construção, porque, como explicou Tomás Correia, «nos outros anos foi possível conter o nível de provisionamento e ter resultados positivos, ainda que ligeiros, este ano temos um reforço de provisões muito intenso». Em consequência, o MG virá a ter «prejuízos históricos». Agora sim, já percebemos a «casa em desordem».

Sem comentários: