Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/12/2013

Lost in translation (195) - As constituições existem para prevenir os excessos da oposição quando está no poder, queria ele dizer

«As constituições existem também para prevenir os excessos e para dizer a quem governa quais os limites que deve ter», disse José Sócrates numa acção de promoção da sua opus magnum «Confiança no Mundo - Tortura em Democracia».

A Constituição também existia para dizer a José Sócrates, por exemplo, os limites orçamentais que a sua governação deveria ter respeitado em resultado do artigo 105.º: «O Orçamento prevê as receitas necessárias para cobrir as despesas»?

A Constituição segundo José Sócrates

Sem comentários: