Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/10/2013

ARTIGO DEFUNTO: Por acaso até é exacto

Esta “notícia” tem tudo para ser mais uma notícia plantada, desta vez não pelo jornalismo de causas, em nome da oposição, mas, para variar, pelos círculos do governo. Citando «um alto responsável do Eurogrupo», convenientemente não identificado, que classifica o Tribunal Constitucional como «activista comparado com qualquer outro Tribunal Constitucional que eu conheça», «a propósito da perspectiva de os juízes do Palácio Ratton poderem dar um novo parecer negativo a algumas das medidas que o governo pretende implementar no âmbito do programa de ajustamento».

É o que se chama falar direito por linha tortas, sendo certo que, se o governo utiliza os mesmos métodos da oposição para plantar notícias, perde na ética sem ganhar nada na eficácia, porque a oposição tem por sua conta a maioria esmagadora dos efectivos do jornalismo de causas.

Sem comentários: