Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/10/2012

Pro memoria (74) – A chantagem das corporações sobre o Estado resulta sempre

Passados três meses da campanha de agitprop, onde o bastonário da Ordem dos Médicos convocou uma greve «em defesa do SNS», porque, segundo ele, «no extremo, os médicos podem ser contratados a dois ou três euros à hora», foi assinado o acordo salarial pelo qual os salários horários mais baixos que eram de 13 euros tiveram um aumento de 30% para 17 euros e os mais altos aumentaram 45% de 22 para 32 euros.

Infograma do SOL de 19-10
Conseguirá este governo acabar nas boas graças das corporações que parasitam o Estado?

Sem comentários: