Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/10/2012

Pro memoria (70) – Como queimar uma medida de higiene da política portuguesa (II)

Ainda não se percebeu porquê neste particular momento António José Seguro irá propor a alteração da lei eleitoral reduzindo o número de deputados. Saberá ele próprio o porquê? Quem não sabe de certeza são os lóbis socialistas soaristas, socratistas, fracturantes e outros que se levantaram a uma só voz contra tal ideia.

O CDS parece não saber o que pensar a este respeito, possivelmente devido a um défice de memória de Paulo Portas que num debate com Passos Coelho na pré-campanha não hesitou em ser mais papista do que o papa contrapondo à redução para 181 de Passos Coelho uma redução para 115 deputados.

Sem comentários: