Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/10/2012

Conversa fiada (9) – Os papagaios

Tenho um amigo dono de um papagaio que vive à solta na cozinha. Durante o jantar costumam assistir, ele, a família e o papagaio, a telejornais onde perora gente graúda deste país, uns com responsabilidades pelo que fizeram para chegarmos à situação de pré-insolvência em que nos encontramos, outros com responsabilidades pelo que não fizeram ou silenciaram, e todos a vituperarem as medidas de austeridade, os «cortes cegos», a obediência à troika, a tragédia dos despedimentos, e a venerarem o crescimento, o Tribunal Constitucional, a «equidade», etc.

Durante anos, o papagaio, que não é dos mais espertos, só conseguia imitar o que o meu amigo com frequência dizia para os filhos que constantemente entravam e saíam da cozinha: «ó rapaz fecha a porta». Desde há dias o papagaio passou a dizer «corta a despesa, corta a despesa».

Sem comentários: