Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/10/2012

O transtorno bipolar do jornalismo de causas

Com a mesma intensidade dos episódios de exaltação das «folgas» e das «almofadas» do orçamento, a imprensa do regime (o Expresso faz a 1.ª página do caderno de Economia e dedica-lhe 2 outras páginas), fascinada pelas análises da Economist Intelligence Unit, passa agora à fase depressiva e descobre a crescente inevitabilidade da reestruturação da dívida, isto é a negociação de uma combinação de haircut da dívida com reescalonamento das maturidades e redução dos juros. Que tal descoberta signifique o oposto das putativas «folgas» e «almofadas» que o jornalismo de causas promoveu com afinco não parece constituir nenhum problema para esse jornalismo. Talvez porque as causas sejam as mesmas.

Sem comentários: