Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/10/2012

ARTIGO DEFUNTO: Despachou e provavelmente está bem despachado

Passeei distraidamente, no meio de uma floresta de manipulados, pelo título do Público «Secretário de Estado despachou sobre milhões dos grupos económicos ao arrepio da IGF», e a coisa cheirou-me mal, o que sendo tão habitual desculpou a minha preguiça e fiquei-me pelo título. Só quando cheguei ao Blasfémias e li o post de jcd, que não dorme em serviço, se me fez luz no bestunto.

Para se perceber a perversidade do título e da notícia, convirá ler este outro post do mesmo jcd, onde está tudo explicadinho, e, já agora, o post do Pertinente que também não costuma dormir em serviço. No núcleo da coisa está a dupla tributação que o Estado pretende fazer primeiro no lucro das empresas participadas e depois no lucro das SGPS.

Sem comentários: