Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

31/12/2010

Mitos (32) as medidas tomadas são suficientes / são necessárias novas medidas

Nos quase 7 anos que José Sócrates desgoverna este país, todos os anos garante serem suficientes as últimas medidas anunciadas, até chegar o momento de anunciar que novas medidas são necessárias, por causa da crise, ou dos mercados, ou dos especuladores, ou das agências de rating.

Segundo as contas do Diário Económico, só este ano já foram aprovados quatro pacotes totalizando 200-medidas-200. O último pacote de 50 anunciado há 2 semanas é na sua maior parte composto por medidas-votos piedosos que, desde logo pela sua formulação, nunca será possível de verificar se foram executadas.

Alguém devia explicar ao governo que estas coisas têm que ser SMART (Specific, Measureable, Achievable, Realistic, Time bound). Tendo em vista que as muitas centenas de medidas dos últimos anos nos conduziram onde estamos, talvez o governo devesse anunciar uma única medida: NÃO TOMAR MAIS MEDIDAS. Esta seria uma medida definitivamente SMART.

Sem comentários: