Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/12/2010

DIÁRIO DE BORDO: O sapo

Como é que um homem entende ter uma lei «opções normativas, indubitavelmente questionáveis» e a promulga a seguir sem a questionar? É por esta, por outras e aqueloutras, para não ir mais longe, que só conseguirei votar no homem recordando o sapo de Álvaro Cunhal.

Sem comentários: