Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/12/2010

Lost in translation (74) - não nos compliquem a vida com planos para os defender se nós quisermos atacá-los outra vez

Dmitry Rogozin, o representante russo junto da NATO fez saber ter o seu país tido conhecimento, através dos documentos divulgados pela WikiLeaks, da ampliação aos países bálticos do plano de defesa da Polónia contra um ataque militar. Indignado, irá pressionar a NATO para abandonar o plano que, segundo ele, está claramente apontado ao seu país. Sem razão porque a Rússia já não poderia ser vista como um agressor potencial. Vamos admitir historicamente prescrita a anexação dos estados bálticos e dos restantes estados integrados à força no Império Soviético. Vamos esquecer a invasão da Polónia e a ocupação da Europa Central debaixo do jugo da Cortina de Ferro. E os massacres na Chechénia e a invasão da Geórgia?

Sem comentários: